sexta-feira, junho 30, 2006

Ice-Cream

Centro da aldeia.
Rua deserta.
Nessa tal rua só passa um carro.
Avancei.
Mas, eis que a meio do caminho... surge outro carro.
Uma senhora.
Ora, sendo eu também senhora... mas, educada. Parei.
Encostei.
A outra senhora passa.
Devagar.
Muitoooooooo devagar.
Eu acenei.
Abri o vidro.
Disse olá.
A senhora olhou.
Fez aquele olhar de:
"Deves pensar que já és alguém, para eu tirar a mão do volante e acenar."
E eu pensei:
" Esta tipa vem lá dos 'States' a pensar que é alguém só porque um dia disse assim na praia: ò Ana Sofia vai-me ali comprar um ice-cream, que eu não sei dizer gelado em português."

Nota de rodapé:
A Ana Sofia é a filha.
A praia foi o Baleal.
A senhora tem a mania que ah e tal sou fina... mas, é mais pelintra do que eu.


E é isto.
Uma pessoa já não pode ser educada nas estradas.
E depois ainda dizem para termos calma na condução.
Uma pessoa fica enervada e com razão.

Para essa senhora e para o ice-cream dela, só tenho isto a dizer:


1 comentário:

Adnil disse...

Eu só tenho uma coisa a comentar!!!
Ai ke riso...
lol