segunda-feira, dezembro 03, 2007

24 horas


Portimão.
Meio dia.
Sms.
Vem ter comigo.
Faro.
22h30.
Sms.
Já cá estou.
Sevilha.
01h00.
Ao ouvido.
Um gosto de ti.
Foi num banco de jardim.
..
08h30.
Na parede da igreja.
Chamaste-me de maluca.
E eu não me importei.
Punta Umbria.
17h00.
Dunas.
Areia molhada.
Aquele aperto.
E que aperto!
Lisboa.
Meia noite.
Adeus.

Foi em Setembro.
Há realmente verões fabulosos. Não há?

11 comentários:

Kokas disse...

De Pernas para o ar? Há qualquer coisa de familiar nisto. E depois do verão... o encanto continua?

tatoia disse...

Olá de novo,

não sei se me respondeste entretanto por aqui, mas não venho aos blogues com muita assiduidade, pelo que te volto a pedir para me enviares um mail, nem que seja só a confirmar que recebeste e les-te este comment...

a pergunta permanece: és tu que tens os livros do desafio ? "Quem Mexeu no Meu Queijo" e "Quando os Elefantes Choram" ?

Peço-te que me respondas para tatoiagirl@gmail.com....

Obrigada! ;)

Brain disse...

Se não há...

Beijo.

Mr.Blonde disse...

Todos os verões são fantásticos se os soubermos aproveitar para tal. Mas há sempre um ou outro que se destaca mais pela diferença. Esses sim!

BJS**

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Há realmente momentos fabulosos!
beijos

Ela disse...

Então não há?




Beijo GD,boa semana

Branca disse...

Sem dúvida que os há!
E ainda bem que temos a capacidade de nos lembrar deles, não é?!
Beijinhos :)

vsuzano disse...

Aquele verão passado deixou-me meio torrado...esqueci o bronzeador e sou meio branquinho...

Gostei do blog

Abraço

mariazinha disse...

verões, outonos, invernos e, aposto, primaveras... depende dos protagonistas e dos cenários!!

;)*

Cöllyßry disse...

Ainda há...se assim os sentir-mos...

Bjca doce

Francieli Rebelatto disse...

E como esquecê-los??? Jamais...