terça-feira, outubro 21, 2008

Quero que o parecer mal se foda!


Pessoas.
As pessoas são formidáveis.
E são-o tanto para o bem, como para o mal.
Já são poucas as pessoas que conseguem viver de acordo com a sua consciência.
E não falo daquela consciência simbólica.
Falo mesmo de percepção intuitiva.
Do agir com desprendimento total, sem aquele sentimento do parecer mal.
Aparências. No fundo tudo se resume a isso.
Ás aparências.
Não sentem determinada afecção, porque parece mal.
Não pensam determinado assunto, porque parece mal.
Não são directas com determinada pessoa, porque parece mal.
Não olham para determinada retina, porque parece mal.
Tudo parece mal.
Mas, afinal de contas parece mal o quê?
A quem?

Parece mal uma pessoa ter ideias próprias?
Ahh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas que não têm ideias.
Parece mal uma pessoa falar sobre sentimentos?
Ahh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas que não sabem dizer para si mesmo o que sentem, o que querem, o que desejam.
Parece mal uma pessoa seguir pela nacional, quanto podia ir pela auto-estrada?
Ahhh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas que nunca sentiram o verdadeiro sabor dos chamados caminhos de cabras.
Parece mal uma pessoa ser fiel ao que acredita enquanto ser humano que é?
Ahhh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas que só se sentem enquanto corpo.
Parece mal uma pessoa ser pessoa?
Ahhh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas que apenas se limitam a ser gente.
Parece mal eu escrever sobre certos e determinados assuntos no De pernas para o AR?
Ahhh pois parece, mas cheira-me que parece apenas, aquelas pessoas simplesmente tótós, que não sabem distinguir a estranha pessoa esta apenas, estranha pessoa esta, da estranha pessoa esta ´stora.
Para o grupo de pessoas que encheu a minha caixa de e-mail com mensagem do arco da velha sobre o quanto é prejudicial para a minha pessoa escrever sobre certos e determinados assuntos, para essas pessoas, só tenho uma coisa a dizer:
Ide para a puta que vos pariu.
Quero que esse parecer mal se foda.

A mim o que me parece realmente mal, é que com menos de 1% do capital que os Estados Unidos e Europa disponibilizaram para salvar a crise financeira mundial, chegasse para acabar com a fome em Àfrica.
A mim o que me parece realmente mal, é existirem pessoas licenciadas que nunca leram um livro na puta da vida, e depois exigem que as tratemos por senhores doutores.
A mim o que me parece realmente mal, é Portugal ter dinheiro para não sei quantos estádios de futebol, mas para hospitais, escolas, lares… ‘tá quieto.
A mim o que me parece realmente mal, é o meu Concelho ter uma biblioteca que custou não sei quantos milhares de euros, e agora não ter dinheiro para 'a abrir'.
A mim não me parece nada mal as pessoas viverem na hipocrisia uma vida inteira.
Quero lá saber disso, a vida é delas.
Agora não me impinjam é a hipocrisia delas na minha vida.
Não é por nada, mas é que não tenho, nem idade, nem paciência, nem temperamento para aturar certas merdas.


P.S.: A revolução de 1974 teve alguns objectivos, um deles, esse mesmo: a liberdade de expressão.

P.S.2: O De pernas para o AR, não é um blog pedagógico e muito menos matemático.
O De pernas para o AR, é simplesmente a estranha pessoa esta, nua e crua, sem qualquer tipo de preconceitos…


E sobre este assunto, é o que eu tenho a dizer.
Obrigado. Voltem sempre. E tragam um sorriso.

27 comentários:

Jaime disse...

Da minha parte fica um grande Obrigado por poder ler alguém com ideias e que as assume, e, já agora, um :)

Esplanando disse...

Respira...
Inspira fundo...
Fecha os olhos... e tenta gozar um pouco de calma!

No fundo, o que é que interessa mais? O que tu sentes ou que te dizem? :-)


(e tu deves a-do-rar que te digam para ter calma!) ;-)

.*.Magia.*. disse...

Opáhhhh
Opáhhhhh
Opáhhhhhhh

Assim não vale!

Tenho que dizer que gosto de ti e não me apetece nada dizer isto porque tu não mereces!

Gosto de ti opáhhhhh!!!

Gosto porque me apetece gostar!!!


Mai nada!

.*.Magia.*. disse...

Ah, e tens que me dizer quais são os teus honorários para andares aqui a fazer propaganda ao Sócrates!
se ele paga bem eu também escrevo:

PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS - PS -


O meu NIB é: 13568231567801
Arigatô

.*.Magia.*. disse...

E agora apeteceu-me apetecer-me voltar aqui!

Fuck

.*.Magia.*. disse...

E os golfinhos?

Será que... ?

.*.Magia.*. disse...

Croma, acho que me "enfiaste o urso" não vejo a porra da foto!

Fuck

Moon_T disse...

De facto parece mal ...

Não chega já, por vezes, termos de vestir uma máscara para podermos desempenhar certas funções profissionais (infelizmente) por meros preconceitos e tabus.

Nao basta , por vezes, o sufoco de termos de agir mediante padroes impostos por mentecaptos e acefalos para poder ter um dia a dia em que se consiga respirar, ainda nos tinhamos de cingir a esses mesmos padroes nos nossos retiros e tempos pessoais(?)

concordo contigo, a pior coisa que se pode fazer é , só porque parece bem, afirmar-mo-nos como sendo algo que nao somos. Falar o que nos vai na cabeça com o minimo de filtros possivel , a meu ver, é a melhor coisa que se pode fazer. Vontades , opinioes, pontos de vista etc. Dize-los a quem nos merece como somos e concerteza se nos merecem irão compreender e refutar ou nao as ideias em discussões saudaveis que de certeza que se irá retirar algum fundamento à conversa.
Vejo isto aplicado a todas as situações, por isso... que se foda o parecer mal.

Charlotte disse...

E quem fala assim não é gago! Gosto tanto de encontrar espíritos livres que nem imaginas...

Outro dia ouvi algures que, se toda a gente dissesse aquilo que pensa, e agisse de acordo com aquilo que sente, teríamos um mundo de pessoas consideravelmente mais saudáveis.

E depois, o que fariam os psicólogos e psiquiatras? E os fabricantes de anti-depressivos?

pipidebico disse...

Ora aí está uma das tuas facetas que eu mais admiro.
Quase que tenho inveja de não ter, ainda, conseguido atingir esse patamar!

Marina disse...

Volto sempre, tu sabes, mesmo quando nao te digo nada!

Um abraço, com um pé no Oeste e outro na capital!

PS: Adivinha quem tem poiso novo? ;-)
PS2: Tambem disse "PS", sera que podes dar o meu contacto ao Socrates?

Jorge Pessoa e Silva disse...

E sabes o que é mais ridículo? É que muita gente nem gosta de usar máscara... Apenas a usa para impressionar pessoas de quem não gosta, pessoas essas que também usam máscara porque pensam que têm de impressionar a primeira pessoa que a está a tentar impressionar... Confuso? Claro que é confuso... Faz-me lembrar aquela história do pai e do filho que sempre jogaram futebol... Já adulto, o filho ganha coragem para desabafar que só jogava para agradar ao pai e este, estarrecido, confessa que só jogava para agradar ao filho, já que nem gostava...

Claro, há os que usam preconceitos por não terem conceitos de todo... Esses, infelizmente, são casos perdidos na maioria das coisas.

Eu sou ingénuo o suficiente para acreditar que a verdade e a autenticidade compensam. Nem que seja por nos tornarem tão diferentes, por nos dar cor no meio do cinzentismo, que as pessoas, considerando-nos aves raras, acabam por nos admirar, nem que seja pela inveja.

Custa a espera pelos teus post, mas vale a pena

Beijinho

Alma social disse...

pra essa gente que enche mails e chatea a minha dezassossegada...
visitem....http://www.youtube.com/watch?v=dHpSCHxb780

Priscila Lisboa disse...

Sempre leio seu Blog com um sorriso no rosto...

Um ENORME e LARGO sorriso pra ti =)

Luis Eme disse...

felizmente, tu não pareces mal...

és tu. isso chega-te e chega-nos...

besbertocharrua disse...

ai nha perninhas tamém ca na á necidade da escrevere cum tanta asneira né? ólha co cansemire ca fica imbasbascáde dofendide né?
ca nha maria andemira munte a tua curage cassim é qué mai nada.
muntes beijinhes dagente

Antonio saramago disse...

Ideias precisam-se!!!!!
Quem assim escreve, não tem paralesia nos dedos e muito menos gagueja de certeza absoluta.

.*.Magia.*. disse...

Vim________________________________


Estive_____________________________


Mas já fui ________________________



(Temos pena)

.*.Magia.*. disse...

Temos pena de não ter caneta!

Essa é que é Eça!

.*.Magia.*. disse...

Já se comia um camarão com snifadelas de maresia agreste e vento batido nas fuças!

Anónimo disse...

Depois do que escreveu tinha mesmo que deixar um sorriso...é merecido!!...Além do sorriso faço-lhe vénia...Bravo!!

Tudo de bom para si...
jójó

Camolas disse...

Preto no branco ou branco no preto, doa a quem doer. Que a nossa verdade possa ser partilhada ainda que seja só nossa será sempre única

o das caldas disse...

Claro como a água pura!
Beijinhos das Caldas

André disse...

Quem fala assim não é gago... por vezes sentimos que a sociedade nos obriga a agir de determinada maneira e que essa não seria a maneira que nós iríamos fazer... não nos devemos deixar vergar, no entanto não nos devemos esquecer que vivemos em sociedade... isto de ser humano é complicado!

Um abraço

Fátima disse...

Que bom voltar a ler-te... :) Continua a ser quem és

Fátima disse...

Que bom voltar a ler-te... :) Continua a ser quem és

Anónimo disse...

Olá á pessoa que escreve isto! e simplesmente tenho a dizer que está um texto fantastico. que eu tenho um enorme sorriso pra ti. sem qualquer tipo de preconceito e sinismos! e sim, este país esta uma merda, o que vai parecer mais mal que isso. grande treta. continuaçao de boa escrita e PARABENS.