segunda-feira, dezembro 18, 2006

Paralisia

Dói-me este sentar no chão
Dói-me toda esta imobilidade
Não é impossibilidade
É paralisia
Entrevação de sentidos
Não de sentir
Mas, de orientação
Como se fosse uma bússola encravada
Não é absurdo
Nem razão
Não é lucidez
Nem ignorância
É paralisia
É decerto
E certo
É disparate
O encontrar
Não falem de normalidade
É movimento
É absorção
Vitral
Deliro
Sendo acaso
Delícia esta perda
Desafina
Coisa incerta
Impulsividade
Com todo o resto de naturalidade
Arriscar
O de repente
Mostrar
O alheado
Acordar
As fendas descompensadas
Querer
O impulso
Entranha
O inesperado
Descalça
O Soluço
Consome
A ânsia
Caio
E sinto
Não é impossibilidade
É paralisia

21 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Não me falem de normalidade...
é mesmo paralesia.

muitos bjinhos

Armando disse...

UAU!! Tentei le-lo a segunda vez, com alguma rapidez... Não gostei tanto como da primeira... se o ler-mos devagar e saborear cada palavra... este texto soa excelente e é divinal!!

Bela disse...

Sim.
É parelisia.
E penso que é generalizada.

Bjs de boa semana

.*.Magia.*. disse...

É...
talvez
INÉRCIA

É...
talvez
SONO

É...
talvez
DOR

É...
talvez
MEDO

É...
talvez
TRAVÂO

É...
talvez
ESPERA

É...
talvez
DESVIO

É...
talvez
FUGA

É...
talvez
ENCONTRO

É...
DESASSOSSEGO ENTORPECIDO

É...é...

.*.Magia.*. disse...

Vim descalçar as botas ao gato...
Espero que a Pandora não precise de cadeira de rodas, senão vamos todos ter que andar ás "(es)tampas"!

Estranha, espero mesmo que descompreendas tudo o que escrevo...é muito perigoso tentar compreender o que nem eu compreendo...
Corres sérios riscos!
Não tentes decifrar isto em casa...nem na rua, nem em parte nenhuma...esquece lá isto, vá!

Eu avisei!

tiago disse...

descompensada, compreendida entre a imobilidade e a paralesia

bjs
tiago

Miudaaa disse...

não é impossibilidade é paralesia... amanhã vai nascer um novo dia. um dia diferente... e um impulso casa com o inesperado... para gritar !!!

um xi da miudaaa

Francieli Rebelatto disse...

Nossa e quantas vezes nos sentimos assim, paralisados, sensibilizados, parados, tantos ados que poderíamos passar horas entre denaveios poéticos, entre versos lamentosos, mas a quadra está aí e nós somos sempre jogadores, por que não se arriscar e tentar a voltar a dar os primeiros passos, miúdos decerto, mas apenas o coemço....

beijos uma ótima semana...Adoro teu sentir...

Giorgia disse...

fiquei quase assustada...

beijo sem medo

Pedro Gamboa disse...

Denso, profundo…

Beijinho

Conceição Bernardino disse...

olá,
adorei o seu cantinho vou vir aqui mais vezes transmite paz e calma
beijinhos
Conceição Bernardino

António Rosa disse...

Gostei muito do poema. Profundo.

Abraço.

.*.Magia.*. disse...

Li isto ali na parede da parte de fota do teu estaminé: "A frustração é, entre outras coisas, uma experiência emocional muito provável quando a distância entre as expectativas e a realidade se desencontram demasiado."
...
Sabes Estranha...ás vezes acho que a frustração também acontece quando a expectativa e a realidade de encontram sem aviso e nos provocam em emoções que não sabemos explicar...é como uma insatisfação por alcançarmos o que achávamos impossivel...
...
Não é necessário que compreendas, não é essa a minha intensão hehehehehh...
A minha intensão era perceberes que eu estou atenta ao teu estaminé INTEIRO...vicio que é vicio é assim...afinal eu não passo de uma CROMA Mágica ;)
...
Cheers!

.*.Magia.*. disse...

Li em cima onde se lê fota---> eu queria escrever FORA...ok?

Fugiu-me o dedo para a paralesia frustrante!

.*.Magia.*. disse...

Frustrante é querer escrever ALI e escrever Li...isto não me está a correr nada bem :(

PCF disse...

:)

Dani disse...

"Abre os olhos"

Foi só o que me apeteceu dizer depois de me sentir sufocar ao ler-te.

Beijos

Artur Torrado disse...

Pena que a 'paralesia' não seja antes 'paralisia'...

APC disse...

Percebi que não estás paralítica (ainda bem), mas paraléptica! ;-)
Isso no dicionário dos sentires, quer dizer qualquer coisa! ;-)))

Por acaso isto é uma graçola (estranha graçola, de facto), mas por acaso é capaz de não ser só.

:-)

APC disse...

Ser amiga é exactamente isso que fazes, que escreves, que sentes. Independentemente de tudo (e bem sei!'...), incondicionalmente!
Pena que a vida seja só uma, não é? Quem errou muito ou teve azar, quem hipotecou a sua vida ou a doou a alguém, merecia depois uma só para ela.
Não teve sorte com o companheiro, mas teve sorte contigo! ;-)
Feliz Natal!

APC disse...

Xi, miga... Apaga-me o último comment, pf (junto com este). Não era para ti, era noutro blog, mas afinal estava com 2 janelas abertas ao mesmo tempo, e meti água! Sorry-sorry, Thanks-tks! (raios-raios! lol)