quinta-feira, agosto 06, 2009

Bico da Vela



Quando choro, a lágrima desce pelas curvas do meu peito.
Como que um latejar de veias. Da minha face na tua.
Como aquela vez em que as pedras tomaram um sentido.
O Nosso Sentido.
E até a Penha do Meio-Dia se encaixou no Bico da Vela.

4 comentários:

Anónimo disse...

Tenho belas recordações da Penha do Meio-Dia....................
:D

Pipi de Bico

£åßi®iñtø disse...

=D

;)

=)

mfc disse...

A vida vale sempre a pena ser vivida.

Anónimo disse...

quando choro
todos os rios do mundo chovem no meu rosto
todos os amores represados desaguam no meu corpo

todos os amanheceres me anoitecem no olhar

por isso
aqui fico
navio soterrado na margem

assim
de braços calados

sem lágrimas


Jorge Casimiro