quarta-feira, outubro 25, 2006

É lá...


Existe o que existe.
Existe o que tem que existir.
E existe o que nem tem que existir.
E se existe o que não tem que existir.
Então. Existe?
Então, partimos então do então.
Então vamos lá ver.
Outra vez.
Esse, então.
Então. Então?
É lá... [Quase] que me perdia.
Mas, vamos lá ver.
Se me acho.
Então.
É lá... que disparate!
(Isto foi escrito de Pernas para o AR, e foi transcrito para aqui de Pernas para o Chão
ou seja, que seja lido como quiserem e bem entenderem)

18 comentários:

pensamentos_vagabundos disse...

:)e tu!
existes?
beijo vagabundo

rui disse...

Olá Estranha pessoa…
O que não tem que existir, existe numa outra dimensão, para ser possível explicar, que não existe.
Por desconhecer uma coisa, não quer dizer que ela não exista.
Quanto à foto, parece que é ela. Existe, semelhança……na língua.
Do senhor do mar, que existe
beijinhos

Louco de Lisboa disse...

Deixa cá assentar os pés no chão...
Sim, sim, tem sentido, faz sentido.
Ok, adiante...
Agora vou tentar o pino para ver como é que é de outra forma, digo tentar porque é coisa que já não faço há imenso tempo, ultimamente é mais cabeça no ar!
Tá dificil, pois tá... esta cabeça não se quer inverter.
Que coisa, tinhas que te lembrar de escrever isso assim, olha, de pernas para o ar não consigo, vai ter que ficar para outra vez... até parece que faço ginástica logo de manhã!
Não tem outra maneira sem ter que ser de pernas para o ar???
Ahhhhh... é para ser lido como quiser.
Sendo assim vou ler deitado!!!!!
Bem melhor, bem melhor...

amazing disse...

Então?
Antes de mais não me parece disparate.
Então?
Então acho que tenho que ler o que existe.
Existe o que cá está, pois então, cachopa.
E se existe leio, seja de cima para baixo ou da direita para a esquerda, pois então.

Maçã de Junho disse...

E então?

as velas ardem ate ao fim disse...

Ok!e então???existimos???

.*.Magia.*. disse...

Ó Estranha...

Epá...tu até és boa Pessoa, és Estranha...e valha-nos isso!

Não percebo a necessidade de vires para aqui com crises existenciais...

...não percebo, porque não me apetece perceber, percebeste????

Ah...só mais uma coisinha..."pernas para o chão?????"
Isso é gamado aqui do Je...

Vais levar com um processo...quando me despedires, claro!!!!!

eheheh

Abraço viciadamente de pernas para o lado --->NOTA: As duas pernas para o mesmo lado...

Tiago disse...

é lá, então existes ou nao?

bjs
Tiago

.*.Magia.*. disse...

Arca de Noé???

Onde...

Naõ vejo nada!!!

Só oiço uma musica bem catita!!!!!

Vou ver á loja dos ataques de coração...o tal miocárdio

E é já...

Tit disse...

Eu existo
Tu existes
Ele existe
Nós existimos
Vós existis
Eles existem.

Com isto não restam dúvidas (não existem dúvidas?... Mas... existem ou não existem afinal? Ah que confusão... - que pensamentos estranhos.. isto pega-se sabes?)

Um beijo existente como existem os beijos.
Doces e simpáticos.
Há outros que existem de outras maneiras.
Mas este não é desses - é dos primeiros.
;)***

Estranha pessoa esta disse...

Maltinha...
Venho aqui apenas para dizer isto:

Secreta disse...

Existir ou não existir , eis a questão !!
Bolas , perco-me nas tuas palavras :)
Beijito.

weg disse...

ahahhahha!

Estranha pessoa, esta!

:)

sem-comentarios disse...

E se não tenho fundamento, não posso existir. Não obstante, eu existo !

Bj :)**

Miudaaa disse...

Penso Logo Exito...
miudaaa_a_filósofa :-)

de pernas para o ar, ou de cabeça no ar, tenho a certeza que existimos. e existimos no meio de tanta coisa que não devia de existir!!!

um beijo de miudaaa

little_blue_sheep disse...

...

Estranha pessoa esta disse...

Tinha aqui umas respostas tão porreirinhas e nada estranhas... mas, esta coisa deu o berro e foi tudo à sua vidinha.. posto isso, vou responder a todos apenas com uma palavra:

Será?

Pierrot disse...

Bom, eu existo, disso não tenho dúvidas.
Embora por vezes não através do silogismo cartesiano do cogito ergo sum, penso logo existo, mas porque sinto, como tu dizes num post acima, cócegas na memória...

Acho que já percebi essa das cócegas...ou então não!

Bjos daqui

Eugénio

p.s. que raio, mas afinal será que existo mesmo?
p.s.1. não será isto o matrix?