domingo, outubro 01, 2006

Ás voltas....


] Algumas coisas mais ou menos importantes, ou mesmo nada importantes... se 'pensaram' entretanto...
A única razão plausível, pela qual eu não as relato aqui, é apenas uma...
...estou a tentar ignorar-me. [

32 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Para que igonrar te???A normalidade e uma bestalidade que alguem inventou, uma maneira de ver as coisas muito certinas...eu sempre fui da lua vejo tudo pelo seu lado lunar...prefiro que me ignorem agora ignorar me nunca.lembraste:Sê toda.
E sê sempre.....bjos de pernas para o ar

.*.Magia.*. disse...

Ela voltou...Estranhamente voltou!

Que bommmmmmmmm!!!!!!!

Sabe tão bem ignorar-nos a nós mesmos!!!!Eu gosto, porque gosto e porque me apetece gostar de me ignorar...

Eu sou uma chata comigo, ás vezes fico farta de mim...é aí que faço que nem existo, dou-me desprezo e afasto-me da má companhia que me sinto!
E perguntas tu?
- Isso resulta?

E respondo eu
- Se resulta!!!!!!!!!

Devanear contigo é bom!!!!!!E matar o vicio de te ler ainda mais...
Quanto ao limõezitos e ás limas...
Pois as limas eram uma metáfora, eu referia-me ás limas que limam, não daquelas das unhas, mas daquelas que dão para serrar as grades da janela da prisão onde faço cativeiro com a minha "amiga da onça": a "mal fadada" rotina...!

Porque me entendes assim, tão absurdamente?????

Prontos, deixo-te aqui mais uma dose de magia...enjoy it sua viciada!!!!!

little_blue_sheep disse...

...isso passa...
;)

arritmico-mano disse...

se assim achas melhor... mas não te vicies que isso é uma droga que vai matando. somos o que somos. lembra-te que o comboio passou(-te)por cima.

na volta da esfera em movimento, fará sol na tua rua de dentro, ou a chuva não será mais do que água destilada a limpar impurezas.

Ana Prado disse...

há neste texto qualquer coisa de campos, álvaro de campos:)

Teresa Durães disse...

podes tentar ignorar-te à vontade que sempre serás perseguida por ti própria.

experiências.

como dia um amigo meu, quando se tem uma dor de dentes, só se pensa nela e enquanto não se curar, ignorando ou não, a dor não passa.

boa noite

Marina disse...

Podes tentar mas acho que é impossível ignorarmo-nos a nós próprios...
Mesmo que não gostemos, estamos sempre muito presentes na nossa própria vida. Não dá para escapar!

É assim a natureza das coisas.

Beijitos

weg disse...

(Pois, mas nós não estamos a ignorar o blog, pelo menos eu não. Há que esperar? assim seja.)

EMN disse...

Acho que é mais ignorares algo acontecido e não própriamente a tua pessoa. Isso não acontece, ignorarmos-nos a nós próprios mas sim, por vezes, ao que sentimos e não queremos sentir.

Complicado, beijos

emn***

pensamentos_vagabundos disse...

estranha pessoa ela...
beijo vagabundo

Adnil (desalmada) disse...

Ignorar como!!!!!
Esquecer tudo o que não é importante...???
Não te ignoro, não te esqueco, apenas te respeito e agradeço.


um Kiss

Adnil...

Ivo disse...

Não gostei muito.... ignorar-me a mim próprio?!?! Isso é que não....

Mas... lá terás os teus motivos!!

:)

Armando disse...

Texto forte... metaforico! No fundo... estranho!Desculpa a minha ignorancia, mas... sinceramente não o compreendi e talvez só por isto este seja um post excelente!

Carina Franca disse...

Profundamente tento ignorar-me,
Mas o “mas” está sempre presente,
O porquê, do quê? Do Onde?
O não sei, porque não quero saber.
O desespero de estar ausente, e caio neste chão sem fundo,
E esmoreço neste fundo sem cor.
E será que merco…?
E será que cresço…?
E será que voo, ou será que flutuo
Numa imensidão que desconheço?
E que tento à força perceber…
Será que mereço…?
E tropeço,
Quase caio novamente
Sem saber como, mantenho o equilíbrio,
Sem saber como, respiro,
Sem saber como, penso no “será que mereço?”
Será que me despeço?
Corro a tentar esconder-me desta sombra
Que me persegue,
Sinto-a respirar bem forte, bem perto,
Está ali, bem ali, naquele canto,
Será que mereço?
Será que desço,
Neste caminho sem luz?
Mas o “mas” está sempre presente
E tenho um brilho que me acompanha…
Ele está lá!


**************************

=)

Nunca te dixe, mas venho sempre cá, ver as linhas e entre-linhas... que gosto e volto a gostar...
E para marcar uma boa (ou quase boa) presença aqui deixo qualquer coisa de meu... hj sinto-me inspirada, (um pouco)!
beijinhux pardaleka!!


P.S.Espero que gostes, se não fika a mina boa intenção=)*****

P.S.2 Tás cá dentro!! lo0l

daniel sant'iago disse...

Voltas?

daniel sant'iago

Tiago disse...

Estranha pessoa esta que de pernas para o Ar, ignora o facto de ser estranhamente unica...

bjs
Tiago

sem-comentarios disse...

Espero que não te ignores !

e mostra lá a tal razão :)

Gostei :)

bj*

Belzebu disse...

Antes de mais obrigado pelo amigo Ben Harper!!!

Quanto a essa tentativa de te ignorares, esquece porque nós não vamos deixar!!!

eheheh!! Saudações infernais!!

Pierrot disse...

Ignorares-te é uma forma de te anulares...e isso nem sempre é bom.
Ninguém melhor que tu para seres juíza de ti própria e inquisidora dos teus escritos mas aceita a minha sugestão, como diria R.Bach, segue o teu coração e põe cá para fora. E o que tem sido tem tanta qualidade...que é uma pena.
Bjos daqui
Eugénio

António Rosa disse...

Gostei dessa de estar a tentar ignorar-se.

Belo post.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Apenas um...

´´´´´´ ¸.•“´..--^--..`“•.¸
´´´´´´ ______Beijo______
´´´´´´ `“•.¸._____..¸.•“´

Dani disse...

E está a funcionar?

amazing disse...

Estás a quê?
Ai de ti...
Mau mau mau...
Ai o raio da cachopa.

weg disse...

E nós estamos a ser ignorados sem ser preciso tentares. Está mal.
:)

Fica bem ou...fica melhor,

Ma Jivan Prabhuta disse...

Andei por seu caminho e gostei do que vi...sempre de perna pro ar!
Abreijos e vem me ver também.
Ma Jivan Prabhuta

Daniela Mann disse...

Está certo!
Beijinhos
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
«`“•.¸.♥ Daniela ♥ ¸.•“´»
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

Cris disse...

sE NÃO FOR DURANTE MUITO TEMPO,`POR VEZES É BOM IGNORARMOS UM POUCO AQUILO QUE CÁ VAI DENTRO. MAS NÃO ABUSES, TUDO O QUE É DEMAIS É PATOLÓGICO.

BOM FERIADO

BJOS

greentea disse...

estive a ver o teu slide do Baleal

esta lindissimo - e um local que conheço bem , onde passei muitos momentos de ferias qd nao havia carros mas apenas burros a carregar malas e agua...

um beijo

¦☆¦Jøhη¦☆¦ disse...

Uma boa noite :)

Gostei de passar novamente por aqui. Deixo os meus cumprimentos perante toda este beleza
encontrada.

Bom feriado :)

João

António Rosa disse...

Este é um convite que estou a deixar nos blogues, para se fazer um simples exercício de visualização criativa,a favor da cadelinha Bonny, que tem um carcinoma mamário.

É simples, demora 3 minutos e está explicado no meu blogue "Postais da Novalis".

É compaixão.

Agradecido,

António Rosa

Tjusto (isto ha coisas, hein) disse...

Por vezes ignoro-me a mim proprio, e olha que e bem bom, não ter de me aturar a mim proprio.......

Bjs e abraços deste desalmado....

Luís disse...

Quantas vezes essa ideia me ocorreu. Apagar-me de mim mesmo. Da minha memória. Do meu eu.