domingo, novembro 05, 2006

ToNtUrAs


Alturas.
Existem alturas.
Algumas bem altas.
De adaimes.
Assim... altos também.
Bem altos.
Altos, portanto!
Alturas.
Existem alturas.
Algumas bem aqui.
De mudanças.
Assim... inesperadas também.
Bem inesperadas.
Inesperadas, portanto!
Alturas.
Existem alturas.
Alturas em que um suspiro.
Um suspiro muda.
Muda.
Muda a mudança.
Mudança, portanto!
Alturas.
Existem alturas.
Alturas de incertezas.
Incertezas fundas.
Em que ficas.
Ficas.
Ficas assim... mudo.
Alturas.
De vertigens.
Alturas de tonturas.
Tonturas de perturbações.
Pertubações de comoções.
Em que ficas.
Ficas.
Ficas assim...
Sem querer estar aqui.
Alturas?
Não.
Tonturas.

8 comentários:

Louco de Lisboa disse...

Portantos tem alturas!

.*.Magia.*. disse...

Pois também tem larguras em que me falta o espaço, então fico comovida e com tonturas, porque o que eu queria mesmo era ter alturas...
Isto acontece geralmente perto do Verão, quando vou vestir as roupitas mais leves e me sinto com mais largura...e menos altura!


Opáaaa este louco já está aqui?
Não te doía um braço ????

Deves estar viciado aqui no tasco da Estranha...

Abraço de vicio!
Estranha das Alturas, umas vezes estás por aqui, outras nem por isso!

rui disse...

Existem alturas em que tudo nos acontece.
Sem esperarmos elas aparecem e surgem as incertezas, teimosas, que insistem e não nos largam. E ficamos perturbados. QUE FAZER!

Fica bem

O senhor do mar

amazing disse...

Cachopa, há alturas em que te percebo.
Tu gostas é de palavras homónimas!
É isso!

Estranha pessoa esta disse...

Louco,
Qual delas?
A altura altura?
Ou a altura altura?
:P

Magia,
Comovida.. e, contida?

Olha não fales com ele.. nem sequer pagou a conta do hospital, nem pediu desculpa... deixa-o para aí nas alturas..

E sim... outras nem por isso...
..
Abraço mais desassossegado que o costume.


Senhor do Mar,
..................
..........
......... Não largam....
..

Um abraço de maresia para ti Senhor do Mar.


Cachopo,
E de pensamentos e sentimentos homónimos?
**

Pierrot disse...

Trocadilho lindo entre alturas da vida, alturas do tempo, alturas dos céus e tonturas da mente.
Poema em espiral que nos deixa sem folego.
Tentei-o ler depressa e devagar e a sensação foi a mesma.
Em que é que fiquei?
Sei lá, fiquei com a sensação de estar a precisar de férias, sol, praia e boa vida...
Ah, e já agora, os 152 milhões do euromilhões...
Foto espectacular. No modelo, na definição e claro, na originalidade.
Bjos daqui
Eugénio

arritmico-mano disse...

não há dúvida de que assim me deixas tonto...
tanto.







louco no sentido de ser livre. livro.

Marina disse...

Ai que ate estou tonta das alturas...
Mas em qualquer altura e sempre bom vir aqui espreitar te!

E são as perturbações que criam as ondas e que fazem o Mundo andar p frente! E as incertezas fazem parte!
Isto tudo tem muita fisica! =)

Beijitos