quinta-feira, abril 19, 2007

Alimento-me do ANORMAL

Não tenho qualquer tipo de pacto com o normal.
Por várias vezes ele tenta marcar uma reunião, com o objectivo de assinar fidelidade.
Por diversas vezes recuo na convergência.
No contrato diz qualquer coisa como:
“ De acordo com a sociedade vigente e perante as leis impostas,
este contrato tem como principal objectivo o sossego, assine com normalidade.”

Não tenho qualquer tipo de pacto com o normal.
Nem o pretendo ter.
Sossego?
Não, muito obrigado.
Ainda não morri.

9 comentários:

Cris disse...

A normalidade não passa de um monte de regras anormais para fazerem da sociedade uma cambada de tontos!!! Desculpa, tou com a neura!

Bjo
C.

Cingab disse...

Eu ainda não morri... Mas gostav de sossego!...

arritmia visceral disse...

é por isso que eu comPacto-te na divergência.




ainda não morremos...

Putty Cat disse...

Ó Brain, acho que esta receita, serve-se bem fria nos nossos pratos!!

Freaks!!!

Beijos inconstitucionais para ti.

PCat

Kalinka disse...

Normalidade, o que é isso?
Abomino qualquer ideia nesse sentido.

Ontem, dia 19 de Abril - um dia especial na minha Vida tinha pensado postar sobre «Mia Couto», meu irmão de terra, criados juntos brincando na rua; nascemos ambos na cidade da Beira em 1955.

Aqui, hoje, na magia do dia carregado de nuvens negras e chuva forte, deixo-te abraços embrulhados em fita de seda vermelha.

Bom fim de semana.

vida de vidro disse...

Sei que estás bem viva e que me fazes pensar. Por isso, te nomeei como "thinking blogger". Esperto que aceites. :)**

.*.Magia.*. disse...

Mentes...

:P

O relógio é um contrato com o mundo normal...

:P

:P

Sois anormal...mas não a 100%!

A regra de três simples diz-me que:






































...


é isso!

APC disse...

Como te entendo.
O pior é quando o lado de lá acha normal ser normal. E eis que o lado de lá passa a não ser normal!

Um beijo anormal!

as velas ardem ate ao fim disse...

Desassossegadas sempre amiga!

bjos