sábado, abril 14, 2007

Cortei. Porque o que eu quero, quero por INTEIRO.


Sexta-feira 13, talvez por azar a retina seja graduada.
Graduada o suficiente para sentir que já não vale a pena.
Que nunca valeu a pena.
Posso não querer nada.
Nunca ter pedido nada.
Mas, tudo o que quero... Quero por inteiro.
Porque a vida é feita de inteiros.
Porque o que vale a pena, corta a respiração.
Porque não é de um suspiro, que se faz uma vida.
São de momentos ofegantes
que se contrói uma qualquer falta de ar.
E o que eu quero, são faltas de ar!
Decididamente não és o meu oxigénio.
Eu, sou o meu oxigénio.
Tenho a cor de vinho nas veias.
E esse vermelho corre com Atitude.
É sangue.
Sangue a borbulhar.
A FERVER.
Não esperarei pela próxima vindima!

23 comentários:

Luis Eme disse...

Este texto é tão enigmático... que até chega a arrepiar, a espaços...

Talvez seja do sangue e nunca do vinho...

Teresa Durães disse...

penso da mesma forma.
boa tarde

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Com isto deixaste de ser uma estranha para mim.

És LOUCA!

Óbeservassão:
Fiz-te um elogio, mas não cries hábitos, é que tou na ressaca da sexta-feira 13.

Até outro desencontro...

Paulo Sempre disse...

Que impulsos libidianos....
Paulo

Poeta da Lua disse...

de fato! és inteira...
não se pode alimentar-se de metade
de oxigênio, és o próprio oxigênio!
inteiro!!! não ha como ficar sem ar...
deixo-te um abraço e um sorriso!
ah, e também um beijo!

Pedro Gamboa disse...

A tua casa continua encantadora...
Como é bom voltar às velhas rotinas.
Gostei muito do que aqui encotrei, alimentei-me aqui.

Beijinho

pensamentos_vagabundos disse...

as tuas palavras apesar de enigmaticas saõ me muito familiares.é bom tentar perceber tanta estranhesa junta:)
beijo vagabundo

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Voltei para admirar o pescoço dela...
Que tentação!
Dava-lhe uma dentada :P

Vladimir disse...

o enigma, o sangue, o vinho...adorei...

.*.Magia.*. disse...

.......Deita por fora.........
..........Entorna.............
................Extravasa.........
...........Ferve...............

Vim convidar-te para tomar uma atitude!

Vens????

Cheers!

Carracinha linda! disse...

O texto é um tanto enigmático.

Mas se cortaste porque o queres, queres por inteiro...então seja o que for acho que fizeste bem.

Beijocas e boa semana!

Brain disse...

Estranha, este texto...

Fantástico.

Tu dizes "querer por inteiro",
Eu digo "querer o pleno".

Palavras diferentes com o mesmo sentido,
Com o sentido do tudo ou nada,
Porque as meias medidas não geram emoção,
E sem emoção...
Não vale a pena sentir!

Excelente!

Um dia pleno para ti!

Beijo.

sonhadora disse...

deixo-te sonhos das marés prateadas do meu mar.
Beijinhos embrulhados em abraços

Estranha pessoa esta disse...

Esta sonhadora já anda a enervar o meu miocárdio.........

A gaja nem deve ler o que o ppl escreve!!!!

Má ondaaaaaaaaaa sonhadoraaaaa
tsssssss

ai ai ai aia aiiiiiiiii

mac disse...

Vê lá se não confundem o teu sangue com vinho. Poderia ser perigoso :-)
Obrigada pela visita.

as velas ardem ate ao fim disse...

Eu assinava este texto.

Sinto me assim tal e qual.

bjinhoos

borrowing me disse...

muito bem.
e ao contrario do que toda a gente me diz, para ser mais dependente e me deixar levar...
eu acredito mais em ti e partilho o teu modo de pensar!
bjs

Sonhador disse...

Escondo-me atrás de mim, encontro-me no reverso do verso.
Beijinhos embrulhados em sorrisos

pensamentos_vagabundos disse...

espero bem que sim:)
acho a mais interessante:)

pensamentos_vagabundos disse...

és livre tu?

pensamentos_vagabundos disse...

:)gostei de falar contigo neste bocadinho:)mas o cheers está me a dar cabo dos olhos:)
espero voltar a falar com a menina estranha:)

APC disse...

Curiosamente, foi nesse mesmo dia que eu assumi para mim que não querer mais nada do que pretendia ter, pois que nunca tive nada do que realmente quis.
Foi nesse dia que dei a volta como há muitos anos atrás... Há muitos anos certinhos, pois que a 13 de Abril nasci, uma sexta-feira também.
Talvez por isso nesse dia me tivesse dado a tal reflexão absoluta e finalíssima. Talvez não. Talvez nada haja absoluto e os finais se recusem. Mas eu, eu decidi-me.

Um abraço.

Estranha pessoa esta disse...

Também eu...
Também eu!!!