segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Entre poros e entranhas. A Alma.


Sabem aquela parte a seguir aos olhos,
Como quem vai para as bochechas.
As chamadas olheiras?
Eu chamo a ‘parte de alma’.
É como se a nossa alma se alojasse ali.
Podemos rir. Chorar. Ou sorrir.
Não interessa.
Ou por outra, interessa.
Mas, aquela parte.
Ah aquela parte diz tudo.
È como a identidade de uma árvore.
Cria raízes.
E ficam, ficam, ficam.
Sinto como se a minha alma estivesse solidificada ali.
Naquela parte.
Como se ganhasse uma forma palpável.
Dói me a alma.
Dói me tanto a alma.
É uma qualquer coisa que vem das entranhas.
As veias do pulso explodem. Detonam.
Os dedos dos pés encolhem.
Comprimem a lucidez.
Os ombros balbuciam.
Poros. È uma qualquer coisa dos poros.
Range. E range. E torna a ranger.
Chega a doer a ponta dos cabelos.
Aqueles ossinhos entre os dedos e a palma da mão ficam vermelhos.
Serro os dentes.
E range. Range.
É uma qualquer coisa que sai da ponta dos meus dedos.
Parece que salta as unhas.
E solidificasse ali.
Como plasticina.
Ganhando aquela forma. De olheiras.
Sabem aquela parte a seguir aos olhos,
Como quem vai para as bochechas?
A minha alma está lá.
Trancada.
Entre poros e entranhas.
Solidificada.

16 comentários:

As Sombras de Fim do Dia disse...

Palavras duras! no entanto muito generosas no sentido. Gostei muito.

Norx disse...

Existem tantas

Alma Puras
Alma branca
Alma Velha
Alma Gêmea
Existe até
Alma da

Beijo na boca com lingua e tudo!
Daquelas do sardet!
Dá voltas e voltas
à volta redonda ...de um Beijo!

lampâda mervelha disse...

|So|lidi|ficam|

Higino disse...

Baleal? Se lá voltares e vires no ar
um velhinho a trabalhar o barro
sem parar.
Sou eu

Higino disse...

Também, poeticamente, me poderás ver pelos céus da serra trabalhando o barro, quiçá argila.

Putty Cat disse...

E eu nem correcto de almas uso.

Beijo grande, assim, proporcional à tua escrita.

Deste meu lado, aquele abraço, Wierd One.

M. disse...

Belíssimo!

Francieli Rebelatto disse...

A minha alma está lá.
Trancada.
Entre poros e entranhas.
Solidificada.

Acho que isso resume tudo...
Ela está ali, de fato é este o lugar dela;...Muito bom este teu pensar..cá tb pensarei sdobre isso...

Higino disse...

Quando é que há nova sessão de autógrafos?

Rodas disse...

Adorei como sempre...

Mas se me premites deixa a minha alma de brincalhão sair cá para fora...as olheiras existem, porque temos as bochecas pesadas.
Se sorrir-mos ficam mt mais leves...os famosos 5 minutos por dia devem chegar.

Anónimo disse...

Lindo...

José Miguel Gomes disse...

Trancada? Não acredito... Talvez adormecida :)

Fica bem,
Miguel

Luis Eme disse...

às vezes penso nisso...

quando vejo "almas" tão carregadas, tão escuras.
Sente-se dor...

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Ao teu jeito, as palavras entranham-se pelos poros e chegam lá, à alma.

Lindo.


Grande abraço

Brain disse...

Strange One,

Devo dizer-te,
Que eu gosto mesmo,
É da alma,
Que tens solidificada,
Na ponta dos dedos,
Com que dedilhas,
O teclado!

Um BEIJO meu.

Matilde disse...

Epá tu 'na me digas isso que se é assim... 'tou tramada.
Diz tudo?! Aquela parte diz tudo?!...
Hoje acordei com a alma à flor da pele... :S

Bonito.