terça-feira, setembro 15, 2009

Botão


Há paredes que não devem ser pintadas.
Fica o tijolo e o cimento.
Tudo em bruto.
Como a Alma que ficou lá atrás.
E o medo a colocar a perna sobre o receio.
Aconchegando-lhe um quê. Aquele quê. Sem porquês.
Não existem estradas ridículas.
Existem sim desvios que eram prescindíveis.
Mas necessários.
Como mentol dentro de chocolate.
E doce de pêra na ponta da língua.

5 comentários:

olharesdever disse...

doce? só mesmo de abóbora com uma grande fatia de requeijão...
;D ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

£åßi®iñtø disse...

E se houvessem estradas ridiculas, era justamente essa que me honraria seguir =D
Sabe, como aqueles pirulitos enormes, coloridos e ridiculos que a gente compra nem sabe pq, já que nem gostamos (e nem aguentamos) lamber aquilo tudo =D

ENORME sorriso pra ti

=)

Anónimo disse...

高雄旅遊墾丁旅遊
阿里山旅遊台東旅遊
清境旅遊包車旅遊
高雄一日遊墾丁一日遊
台南一日遊∣觀子嶺旅遊
高雄墾丁WISH計程車(七人座)高雄租車九人座
機場接送一日遊

mfc disse...

Essses sabores são deliciosos... assim deviam ser as vidas!

Mαğΐα disse...

Gosto de tudo... menos do doce de pêra... detesto pêras........