quarta-feira, janeiro 24, 2007

O tempo não é de desenrasque

Conheces aquela história dos nativos?
Sim, aquela em que se fala de um coração nativo.
Conheces?
Não importa se conheces.
Importa se queres conhecer.
Queres?
Não me importa o resto.
Queres conhecer ou não?
Responde.
Queres?
Ora, porquê agora...
Porque o tempo não é de desenrasque.
Os ponteiros já não estão alheios.
Não são exigências de tic tac.
Estou apenas a exigir de mim o meu mim.
E a pedir-te a ti, um soletrar.
Nem que seja em silêncio.
Tic tac tic tac
Tic
Tac
Tac
Qualquer lógica que consigas nesse tic tac
Esquece-a!
Não é de lógica que se trata esta história.
Não esqueceste?
Estás alheio.
E isso pesa.
Pesa.
Pesa neste tic tac
Tic
Tac
Tac
Soletras?

8 comentários:

BlueShell disse...

Hoje é mais um dia triste. Há 2 anos atrás perdi o meu pai…a saudade e a dor são avassaladoras…
De dia para dia vou ficando mais só!Um dia...não terei ninguém...estarei só comigo mesma! Já perdi tanto nesta vida....
BShell

Tino disse...

Estranha, tu és muito á frente! Ou então fumas da mesma cena que eu! :)
Um beijo muito grande com abraços

pensamentos_vagabundos disse...

:)gosto muito das tuas palavras....mesmo muito...
vê o filme que deixei no blog,sei que vais adorar...
beijo vagabundo

as velas ardem ate ao fim disse...

Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
O meu destino está fora de mim e eu aceito
Sou eu despida de medos e culpas, confesso


Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã

Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
Amanhã, pensar nisso sempre me dá mais jeito
Fazer de mim pretérito mais que perfeito


Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã, amanhã
Hoje eu vou fugir para não me dar a vontade de ser tua

Só para não me ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã, amanhã, amanhã
Flutuo

Gosto desta musica e fizeste me lembrar...mas sim quero.

bjinhos

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Consigo soletrar esse TIC, TAC, sei que é a tua imaginação no seu auge a transcrever o que te vai na mente.

Grande abraço
o senhor do mar

rui disse...

Esqueci-me de dizer que gosto do novo visual!

Está fixe!

Pierrot disse...

Uau
Tanta luzzzzz!
Até encandeia e como ando com uma gengivite, isto como que me arrepia.
Mas está catita.
Este branco, é "Stucomate" ;-)

Já agora, não conheço a história não. Que nativos?

Tac, tic, tac, tic... porque não se diz assim? Porque há-de ser o tac em 1.º?

Bjos daqui
Eugénio

.*.Magia.*. disse...

Pedes que soletre as horas?
Não consigo!

Pedes que soletre os dias?
Não me apetece!

É para soletrar o quê?????
O sentir? SEN-TIR
O coração? Tambem não consigo!

Soletro?
So-le-tro?
Sole-tro?

Vou ali só-letrar e já volto!
Esperas?
Ok, soletras...

Eu é mais é bolos...

:P