sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Sem Muralhas , Cem Batotas versus S[C]em distracção, Com Atitude

Fizeste o Rei avançar na diagonal
Enquanto tinhas o Bispo que o poderia fazer
Fizeste o Peão avançar quatro casas
Enquanto tinhas o Cavalo que o poderia fazer
Fizeste a Rainha ficar sem muralhas
Esqueces que o Rei só pode avançar uma casa de cada vez
E que a acomodação
Tal como a distracção
É a morte do artista
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
Xeque Mate

19 comentários:

Luis Eme disse...

Tens toda a razão, a distracção é a "muerte" do artista, que não precisa de ser trapezista...

Pierrot disse...

OU seja
Puseste a meia por fora da bota, agora olha, elasse... ;-)
Bjos daqui
Eugénio

Francieli Rebelatto disse...

Que palavras, quanta verdade nelas. Distrair-se seria morrer para o artista? Me pus a pensar nessa frase e confesso que não tenho uma opinão tão bem formada, teríamos que de fato nos dar conta da distração de como tratá-la para considerá-la morte, mas acho que sim que para o artista seria um passo para o abismo, aliás o passo...

Mas, vamos ao jogo sempre, convictos de que queremos viver, de que queremos ser plenos...inteiros..vivos...mas a distração faz parte por isso que os artistas são fênix, capaz renascer, mesmo que seja de 5 e 5 milhões de anos.

beijos e te cuida...

lisa disse...

Gostei imenso do teu blog.
Voltarei.

Beijo.

pensamentos_vagabundos disse...

consegues me prender a ti...
beijo vagabundo

João Filipe Ferreira disse...

a distracção é uma das provas de como o homem n é perfeito:)
gosto de te ler:) gostei imenso do post...:D

Carracinha linda! disse...

É pá...xadrez não é o meu forte...

Mas também sei que temos que estar sempre atentos...um momento de distracção pode deitar tudo a perder...

Beijinhos!!!

vinte e dois disse...

A acomodação, a distracção e o conformismo podem acabar uma relação. Pessoalmente, acho que a fase do conformismo é a mina mais o casal..

Bom fim de semana

Ela disse...

A acomodação arrasta-se pelas paredes do quarto__________________________________________O coração fecha.
O mar recua.
Um corpo morto.

As tuas palavras convergem para o centro.
O ponto central de todo o corpo.
__________________________________

"Estranha:)" forma de escrevinhar o amor.
Uma vez mais sublime.


Um beijo a desejar bom final de semana

(sempre bom passar por aqui:)

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Estou a ver que não sabes jogar xadrez!
O peão nunca pode avançar quatro casas, e o cavalo só se pode mexer em L.
Ou então sabes e só estás a jogar com as palavras como tão bem sabes fazer e, diga-se, de passagem, adoro ler.
No xadrez cada pedra tem uma função diferente e, se há uma distracção, é a morte do freguês.
Xeque-mate.

Grande abraço sem Xeque-mate
O senhor do mar

Thiago Forrest Gump disse...

Às vezes penso que a vida é um jogo onde não há segunda chance.

Estranha pessoa esta disse...

Senhor do Mar,

Mas, é mesmo isso que eu escrevi lol :P ai ai ai que estás distraído!

rui disse...

....ahhhhhhhhhhhhhhhh!

Já percebi, na verdade estava mesmo lol :)))

Pois, pois, e esta....apanhei Xeque-mate

Abraço

Maria P. disse...

Nem sempre com sabor a vitória...

Bjos*

as velas ardem ate ao fim disse...

Espectacular!

Um xeque mate em que nem sempre vencemos...

bjos

adc disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adc disse...

já ganhei em vir até aqui!!!!!!
uma blogger que está tão perto das minhas letras, da minha geografia.
gostei das proximidades físicas e psicolágicas...
xeque-mate!!! Baleal e Cabo Carvoeiro... estou por cá!!!

Bjs

adc http://poemasdesarrumados.blogspot.com

Tino disse...

Lindo! estou without palavras to say what i feel! :D

Beijo e abraço!

APC disse...

& still, parece-me que gostarias que o adversário não tivesse perdido.