quinta-feira, janeiro 31, 2008

Grades? Só se for de minis.

Hoje.
Fim do dia.
Tasco do costume.
Bifana e moscatel.
Mesa de madeira.
Revista de papel.
Li:
“ Todo o homem que aparece na minha vida quer que seja dona de casa. Mas eu tenho um sonho. Sofro por estar sozinha, mas sofreria mais se abandonasse o sentir da minha vida. “ ( by Paulo Coelho in Crónia Semanal – Revista Lux)

Ontem.
Algures na madrugada.
Serra do costume.
Cigarro e navalha.
Degrau de granito.
Ouvi:
“Não suporto a tua independência. Assusta-me essa tua mania de viver estranhamente.”

Pena só hoje ter lido Paulo Coelho.
Seria uma boa resposta.
Na altura só me lembrei de pedir lume.

9 comentários:

Esplanando disse...

E não tendo tu um isqueiro ele achou que eras muito independente?

Norx disse...

Não me assusta a independência...
Assusta-me muito mais a depedência, que alguns tem por tudo!
"Vamos jogar Snooker?"
"Depende..."
"Não Devo, estou dependente de um olhar."
1º isto...Sábado não vou fazer de Puta de ninguém
2º Aquilo... Os bilhetes para o desassossego ás terças e quartas são a metade do preço.
3º Abraços esmigalhadeiros

lampâda mervelha disse...

Haja sempre um género de Bic sentimental que dê chama ao meu cigarro.

|..hmm.. adoro quando ela me fuma|

bettips disse...

Não tinhas à mão a Lux? Ora bolas, há revistas de tão bons conselhos, culinárias, tramas e (des)tramas... Vive pois para o teu eterno 1640, desde que sejas feliz!
Abçs

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Viver sem se submeter!

Grande abraço

Isabel disse...

Eu estou prestes a abandonar esta minha vida para ir ter uma vida ainda mais minha noutro lugar onde a vida deja mais sentida...

Cada pessoa tem o seu lugar, acredito ter encontrado o meu... um onde possa viver "estranhamente" sem que ninguém ache isso estranho.

Tinha saudades tuas Filipa, deu-me vontade de fumar um cigarro, comer uma bifana cheia de mostarda, beber um copo de vinho ( não gosto de moscatel)e falar de independência e estranheza contigo.

Vou fumar...

Abraço te

Isabel

Branca disse...

Olá!
Então pedir lume sempre é melhor que lhe mandar comprar um cão...
Ou não conheces o ditado de que "quem tem medo compra um cão"?!
Ou um gato, na impossibilidade de se comprar um cão...
(...)

Não?!

(...)

Beijinhos!
Já tinha saudade daqui...

POETA VAGABUNDO disse...

adoro a tua escrita louca...
beijo vagabundo

Higino disse...

Pois! Foi o efeito surpresa.