quinta-feira, maio 24, 2007

Overdose

Ando enferma.
As minhas veias estremecem a cada inspiração.
Nas expirações são os ossos do pescoço que se contraem.
Suo.
Canso as artérias até ao limite.
A agulha diz-se sensata. Recuso-a.
Insiste na prudência.
Recuso.
E expiro outra vez.
Oiço o estilhaçar do pescoço.
Inspiro novamente.
As veias das mãos saltam a cada respiração.
Aperto os joelhos.
Deslizo os dedos do pé contra o banco.
Gotas de suor no soalho.
E recuso outra vez.
A porta está fechada.
Leve ruído. Passos apressados.
Novamente a sensatez.
Breve suspiro. Fundo desejo.
Insensatez.
Não recusei.
Espetei!

23 comentários:

POETA VAGABUNDO disse...

e foi melhor que um orgasmo?

beijo vagabundo

Estranha pessoa esta disse...

Estou em overdose.
Não posso responder.
Talvez tenha chegado a ela pelo orgasmo :P

beijo estranho

Pedro Gamboa disse...

Fogo...
Não estava à espera de ser assim a avassalado por este texto...
Brutal, perturbador, como afinal tudo o que realmente importa e é genuinamente bom.

Beijinho

Estas palavras nao foram só para ser simpático como as vezes aconteçe!! Mexeu mesmo!

Pierrot disse...

Eu cá ach que estás a precisar de um reset.
Tens uma autentica overdose de sentimentos, todos difusos, todos iguais, tangentes e secantes...
Isso tudo provoca uma espécie de autismo sentimental...palavra de alguém que não é médico nem percebe nada disto...
Bjos daqui
Pierrot ausente

POETA VAGABUNDO disse...

mais vale pores de novo os padres hehehe

Rafeiro Perfumado disse...

Espera lá, não te estavas a referir à actividade de coser meias e espetares-te com a agulha da linha?!? ;)

Comentário disse...

Surpresa para o nosso amigo Asdrubal!

Brain disse...

Huuummm.....
Nãh, não me parece!

Este post,
É pura "fantasia"!

Certo?

Um beijo de 3 dias para ti.
(o se hoje, e um para cada dia do fds)

.*.Magia.*. disse...

Estranha...
Estas palavras arrepiram-me...
Senti o contraír das veias e aquele encolher na barriga seguido de uma leve comichão semelhante a uma dor fininha na unha do pé. Será que tenho a unha encravada?!

Para que saibas não gosto de agulhas a compactuar com veias... são má vizinhança cá para os meus lados...

Por isso só tenho a dizer-te que prefiro uma espinha de peixe espetada na garganta, de preferência uma bela espinha de robalo, pescado lá para os lados de Setubal...!

:P

Vai mas é passear a micose e arejar as cicatrizes dos neurónios!

Ah.. e não esqueças de tomar as vitaminas!

:P

Não sei porque ainda te visito e te digo estas palavrinhas de ternura e carinho...
Tou fartinha de ti!

.*.Magia.*. disse...

Agora reparei que atinges a overdose com um orgasmo!

Sinceramente não sabia que há um Shot chamado Overdose!

Deve ser da Idade Avançada que carrego no ombros!
Ou então é o parvo do alemão, o Alzheimer, que não me larga!



(Esta musica pede devaneios pesados, sei lá eu porquê...)



FUI

MiguelGomes disse...

Bom fim-de-semana :)
Miguel

Bruno Tavares disse...

Viva,

Extreme ways are back again
Extreme places I didn't know
I broke everything new again
Everything that I'd owned
I threw it out the windows, came along
Extreme ways I know move apart
The colors of my sea
Perfect color me

Extreme ways that help me
That help me out late at night
Extreme places I had gone
But never seen any light
Dirty basements, dirty noise
Dirty places coming through
Extreme worlds alone
Did you ever like it planned

I would stand in line for this
There's always room in life for this

Oh baby, oh baby
Then it fell apart, fell apart
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Oh baby, oh baby
Like it always does, always does

Extreme songs that told me
They helped me down every night
I didn't have much to say
I didn't get above the light
I closed my eyes and closed myself
And closed my world and never opened
Up to anything
That could get me along

I had to close down everything
I had to close down my mind
Too many things to cover me
Too much can make me blind
I've seen so much in so many places
So many heartaches, so many faces
So many dirty things
You couldn't even believe

I would stand in line for this
It's always good in life for this

Oh baby, oh baby
Then it fell apart, fell apart
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Oh baby, oh baby
Like it always does, always does


moby,
Extreme Ways

Cingab disse...

Uma foto tenebrosa

daniel sant'iago disse...

Senti-me... picado!
E doeu...
Beijo.

Ana disse...

Bastante forte este post. Lembra-me os amores impossíveis dos quais tentas sempre fugir, mas que se enlaçam em ti.

Um abraço

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

ALIVE!!!!

Respiras vontade de viver...
Deixaste-me alienado, com vontade de usar seringas impregnadas de OBSESSION.

Até outro desencontro num encontro quaisquer...

E que tal se te deixasse um kiss...?
É melhor não, pois, eu sei.

No smint no kiss

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

arrepiante...
beijos

Kalinka disse...

Olá
Celebrei os dons da terra e misturei-me com os sons do mundo sem coisa alguma...fui durante 4 dias de mini-férias para o Alentejo profundo.
Comecei por Estremoz e fui em seguida para Évora e daí em diante.

Pelo kalinka poderás ler sobre o «Même» que recebi:
"Para ser grande, sê inteiro:
nada Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.
Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim, em cada lago a LUA toda
Brilha, porque alta vive.
"Ricardo Reis"

Beijinhos.
Bom fim de semana.

Francieli Rebelatto disse...

Devaneios, devaneios, o por que??? O que esconde por traz desses olhos confesso que me fazer tentar ir em busca desse brilho que reflete aí nas tuas angústias, nas tuas palavras...

Mas enfim me fizeste cúmplice desse teu devaneio, mais do que isso a cada dia me da mais motivos de percorrer esse caminho desconhecido, porém poético...

Beijos e tenha um ótimo final de semana!!!

littledragonblue disse...

Jovem, diga não à puta da droga

Skin on Skin disse...

Obá...que blog fantástico, imagens espectaculares!
Mas...não espetes...isso não, quêm sabe existe coisas melhores pra espetar! ;))
Gostei! Volto se deixares! ;)

Beijokas on skin

Luis Eme disse...

Assustaste-me!

A fotografia não ajudou nada!

mitro disse...

Ai!