quinta-feira, julho 13, 2006

Banalidades Inesperadas

Um dia.
Não.
Não foi de dia.
Foi numa tarde.
Aliás. Foi num entardecer.
Alguém disse.
"Sorri verdadeiramente quando encontrares alguém que ri da mesma banalidade que tu."
Ao que eu respondi:
"Da mesma parvoíce, portanto?"
Ao que ele respondeu:
"Deixa de ser parvoíce se ambos se rirem..."
Ao que eu respondi:
"Fica a ser portanto de um simples e banal riso a ... sorriso."

1 comentário:

Adnil!! disse...

Adoro rir....
Rapariga ri sempre....
Pois não há coisa mais triste ke a tristeza de não saber sorir.....