sexta-feira, julho 14, 2006

ExPoNtAnEiDaDe


Existem várias realidades que me irritam.
Muitas aliás.
Mais do que as devidas.
Mas, confesso que já existiram mais.
Pois... contemporaneamente uma 'cota' como eu já se pode dar ao 'luxo' de não se irritar com determinadas vivências.
Mas, por mais cota que seja... Existe algo que me irrita imenso... a ausência de espontaneidade.

Eu adoro a espontaneidade.
Atrevo-me a dizer que vibro com a espontaneidade.
Gosto mesmo.
Existirá algo mais puro que a verdadeira espontaneidade ?
Carregadinha de impulsividade e naturalidade?
Não creio.
Pois, com isso existe tudo o resto.

E o tudo o resto sem isso, não é nada!
E desengane-se quem ache que pode enganar ou circundar a expontaneidade.
Nós cotas podemos é disfarçar esses emissores.
Nunca, mas nunca afirmem que podem circundar-nos.
Pois, aí está a diferença.
Do pensar... para o sentir.

E tal como já referi.
Tudo o resto sem isso, não é nada!

2 comentários:

Bruno Tavares disse...

Dear all,

Just passing by as usual and letting something spontaneous:

I have what I want,
Did I have what I need???
I know, I Know, I know...
Everything has it meaning,
Everything has it season,
Everything has it propose,
But why I have to take it?

Why I have to live by the book?
Because that who I’m… is it?
I don’t know,
I don’t care…

I just want to feel fulfill with live,
I don’t want to feel stuck on the moment,
Sometimes I don’t live,
I just breed…
So, take my bread away for ever…

I'm a little far from the shore
And I'm afraid of sinking,
But the place that I desire it’s far from shore…
Should I go? Should I stay? Should I go back?
I don’t know, that’s why I’m feeling so bad….

Writing this text or whatever you want to call it,
I’m having some answers…
Life is bigger,
Bigger than you,
Bigger than me…
When you have more answers please call me…
There isn’t a number,
Just a place where I will be staying…
If don’t pick up,
Hang up, call back,
Let it ring some more…
If you really want to talk we me,
Try latter, latter…
Call me when I wake up…
Live it’s just a dream…
Whisper on my ear,
Tell that it’s all ok,
Whisper on my ear,
Tell me that I’m safe,
Whisper on my ear,
Tell me that the world is still running…
Don’t wake me up…
I will be staying on the place where I was…
Yes a little far from shore,
Yes I’m still afraid,
I don’t have more places to go…
Beyond that I’m felling a lot bettor…
Tks…
I’m pushing an elephant up the stairs…
That’s the “imitation of life”…



Best regards,
Bruno Tavares

PS. Sorry for my bad ingles but It isn’t my native language….

Bruno Tavares disse...

Olá outra vez,

estava para me ir embora no entanto ouvi uma musica que adoro e já não ouvia à séculos...
Partilho com os leitores:

E é tão grande macronnda
Vista dali da marina
Cheia de tudo, ambição
A inundar de ouro a mina

Roleta russa aceita apostas
Falsos fiéis das balanças
“É que em fortuna tudo são mudanças”... (Sr. Camões)
-Perdes todos de quem gostas!

E eu serei a gorda
Tu serás a magra
serei a sorte e tu a cabra cega
E eu quem peca mas serás quem paga
Quem pesca um peixe fora d’água.

Serás a Eva e eu serei a parra
Serei a gorda e tu a fava
Serei a erva e tu a agarra
A cobra dobra fora de água

E eu serei a gorda
Tu serás a magra
A sorte porca e tu a paga
Serei quem peca mas serás quem paga
A vaca louca e magra...

Onde a nave voga não havia vaga
Farás de foca e eu de faca
Estarás de Lycra e eu de tanga
Um peixe fora de água...

La Vaga GNR


Destaco:
"E é tão grande macronnda
Vista dali da marina
Cheia de tudo, ambição
A inundar de ouro a mina

Roleta russa aceita apostas
Falsos fiéis das balanças
“É que em fortuna tudo são mudanças”... (Sr. Camões)
-Perdes todos de quem gostas!"

"Um peixe fora de água..."

Agora sim, vou embora que já se faz tarde...

Cordialmente,
Bruno Tavares